Conforme constou no compromisso de compra e venda (devidamente registrado no 1º Cartório de Registro de Imóveis de Ribeirão Preto) a Perplan comprometeu-se a, na data da entrega do empreendimento, fazer a doação do Clube à Associação de Moradores do Vivendas da Mata, livre de quaisquer ônus, transferindo-lhe, para tanto, a propriedade plena do espaço.
Isso, até o presente momento, não foi feito, e a Perplan recusa-se a fazê-lo, sem justo motivo.

Não bastasse, também está pendente o devido “Habite-se”, que é o documento legal emitido pelo Poder Público para que o Clube possa ser regular e legalmente utilizado por quem de direito, ou seja, pelos compradores dos lotes do “Vivendas da Mata”.

Este comportamento errático da Perplan tem causado incontáveis dissabores aos compradores dos lotes, que estão indignados com esta atitude de uma construtora que não está honrando a idoneidade que diz ter perante a sociedade”.